Após cobrança, Governo do Estado começa imunizar servidores da segurança pública contra covid-19 - ACS PMBM MS
quarta-feira, dezembro 8 Telefone: (67) 3387-8501

Após cobrança, Governo do Estado começa imunizar servidores da segurança pública contra covid-19

Compartilhar

Após cobranças de diversas entidades de classe, o Governo de Mato Grosso do Sul inicia, nesta sexta-feira (02), a imunização dos servidores da segurança pública contra covid-19.

Os policiais militares que trabalham em Campo Grande devem acessar o link http://vacina.campogrande.ms.gov.br/ e realizar o pré-cadastro no campo destinado aos servidores da segurança pública.

Já os PMs lotados no interior do Estado devem procurar seus comandantes imediatos, para maiores informações sobre o calendário vacinal de cada município.

Policiais Militares, Civis, Federais, Bombeiros Militares, Agentes Penitenciários, Policiais Rodoviários Federais e Guardas Municipais, que têm atuado no combate direto, irão receber as primeiras doses.

A Secretaria de Estado de Saúde irá separar o percentual para que, segundo cálculo, em torno de 12 mil profissionais da segurança pública sejam beneficiados.

O número de doses será equacionado, de modo que o policial militar receba imunização no município onde trabalha. No dia da vacinação será obrigatória a apresentação de documentos de identificação funcional ou holerite, e o número do cartão do SUS.

Cobranças – No último dia 19, o presidente da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul), cabo Mario Sérgio Couto, cobrou a inclusão dos servidores militares nos grupos prioritários de imunização.

Em vídeo divulgado em suas redes sociais, ele lembrou que um ofício, assinado pelas principais entidades representativas, foi protocolado na Governadoria com a solicitação.

Segundo Couto, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros nunca pararam suas atividades. “Talvez, sejam as únicas instituições que mantiveram seu atendimento sem alteração, sendo até mesmo convocadas para trabalharem em barreiras sanitárias, no toque de recolher, nos locais de realização de exames para detectar casos da doença e escolta das vacinas”, apontou.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

ACS: Gestão presente, solidária e participativa 

 

One Comment

  • Manoel Amauri da Silva

    Pura mentira, vacina para todos policiais, cria vergonha. Mais uma vez os inativos fora esquecidos. Tô há mais de 04 anos acamado, motivo 04 cirurgias na coluna.Solicitei ajuda da Acs e do Faf, me negaram ajuda, ainda solicite ajuda do meu batalhão também foi negado. Sou sócio da Acs e do Faf. Essa matéria é mentirosa. Todo esse tempo nenhuma associação véio me visitar saber como estou, se tô mal ou bem. Estou padecendo de uma doença incurável que me deixou alejado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *