Após questionamento da ACS, Sejusp garante que acesso de advogados ao Sigo será ‘restrito’ – ACS PMBM MS
quarta-feira, novembro 20 Telefone: (67) 3387-8501

Após questionamento da ACS, Sejusp garante que acesso de advogados ao Sigo será ‘restrito’

Compartilhar
ACS questionou Sejusp sobre o Termo que será firmado.
ACS questionou Sejusp sobre o Termo que será firmado.

A Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) garantiu que o acesso dos profissionais da advocacia ao Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) será restrito.

Em resposta a questionamento feito pela ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul) no último dia 12, o titular da pasta, Antônio Carlos Videira, afirmou que “tão logo seja firmado tal instrumento, uma via será disponibilizada para conhecimento dessa instituição”.

“Ao se firmar o referido termo, os estudos seriam em um perfil semelhante àqueles que os profissionais da imprensa possuem, ou seja, com um número restrito de senhas para terminais que ficariam instalados na sede da OAB e suas subseções no interior do Estado”, explicou Videira, em documento encaminhado à ACS.

O anúncio de que o Termo seria firmado entre OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) e Sejusp acendeu o sinal de alerta em parte da tropa. Para o presidente da ACS, cabo Mario Sérgio Couto, a entidade precisa ter acesso ao documento para esclarecer alguns pontos aos associados.

O Sigo de Mato Grosso do Sul concentra as informações de ocorrências policiais que reúne todos os órgãos de segurança pública, desde a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito até Agência Penitenciária, Defesa Civil, Guarda Municipal e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *