domingo, março 3
Shadow

Polícia Militar chora a morte do SGT Fernando

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul está em luto. Morreu nesta quinta-feira (22), aos 37 anos, o 2º SGT PM Ricardo Fernando Nascimento Fonseca, do Batalhão de Choque. Em tratamento contra um câncer de mama que havia se espalhado, ele foi mais uma vítima da covid-19 na corporação – o terceiro da ativa esta semana.

“Você nunca será esquecido, pois sua força de vontade e principalmente, a lição de vida que nos deixou serão imortalizados na história da PMMS”, postou a Polícia Militar em uma rede social. “Com certeza deixou uma mensagem de determinação, meus sentimentos”, comentou um policial, colega de trabalho no Choque.

O policial, que ingressou na Polícia Militar em 2008, estava em tratamento há quatro anos. Com metástase – quando o câncer avança para outras partes do corpo -, o militar já carregava lesões ósseas na bacia, costelas e outras partes. Amigos de farda chegaram a realizar diversos eventos para levantar fundos para o tratamento do sargento.

Durante sua luta, ele poderia estar afastado, porém escolheu o acalento da família, dos amigos e companheiros de trabalho. Em entrevista ao canal de Felipe Torres no Youtube, ele não cogitava se entregar ao câncer (CONFIRA ABAIXO).

“A gente tem que ter forças para lutar. Ficar em casa não resolveria, não deixaria minha saúde melhor ou pior. Preciso dar continuidade na minha vida. A gente vai ter um dia para morrer, e em todos os outros, vamos estar vivos. Estou vivendo, trabalhando e fazendo o que eu gosto, buscando forças com meus companheiros”, disse.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *