quinta-feira, abril 25
Shadow

Jurídico da ACS garante liberdade para sócio preso ao defender família de ataque de cachorro

A agilidade da assessoria jurídica da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul) garantiu que um associado, que está no Curso de Formação de Soldados, passasse o domingo de Páscoa com a família.

O sócio foi preso na noite de sexta-feira (29) após atirar em dois cães no bairro Tijuca, em Campo Grande, que tentaram atacar ele, sua esposa e seu filho. Ele irá responder por maus-tratos, mas foi preso por porte ilegal de arma, já que está em curso de formação, portanto não tinha autorização para sair armado em via pública.

O fato é que, se ele não portasse a arma, uma tragédia poderia ter ocorrido. O cachorro que morreu não tinha raça definida e o que sobreviveu é um Rottweiler.

Ainda na sexta-feira, o diretor Jurídico da ACS, CB Raphel, e o diretor de Esporte, Cultura e Lazer da entidade, SGT M. Inácio, deram suporte ao associado durante a madrugada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

No domingo de Páscoa, o advogado Paulo Alberto Doreto, que integra a assessoria jurídica da ACS, atuou para liberar o sócio. Ele esteve no fórum acompanhado do SGT M. Inácio.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *