ACS inicia ciclo de reuniões com candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul - ACS PMBM MS
sábado, outubro 1 Telefone: (67) 3387-8501

ACS inicia ciclo de reuniões com candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul

Compartilhar

A ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul) iniciou, nesta segunda-feira (22), uma série de reuniões com os candidatos ao Governo do Estado. A entidade preparou ainda uma Carta de Compromissos com a categoria para os candidatos assinarem durante os encontros, que acontecem na sede da entidade.

Durante a manhã, o encontro foi com o secretário-adjunto da SAD (Secretaria de Estado de Administração), Édio Viegas, que representou o candidato Eduardo Riedel, que não compareceu por incompatibilidade na agenda. Também participou a candidata Coronel Neidy, que disputa vaga na Câmara Federal.

Já no início da tarde, foi a vez de André Puccinelli se reunir com a diretoria da ACS. O ex-governador esteve acompanhado dos candidatos Júnior Mochi e Vanderlei Cabeludo, que disputam cadeira na Assembleia Legislativa.

Por fim, a ACS se reuniu com a candidata Rose Modesto, que compareceu à sede da entidade com os candidatos Coronel Alírio Villasanti, que busca vaga como deputado federal, e Rinaldo Modesto, que tenta a reeleição na Assembleia Legislativa.

“Queremos ter a oportunidade de levar as demandas da Polícia Militar, do Bombeiro Militar e das pensionistas, e sermos atendidos. Buscamos também nossa valorização financeira, de acordo com a LRF, e devida humanização da nossa tropa”, resumiu o presidente da entidade, 1º SGT PM Fabrício de Carvalho Moura.

Além da Executiva, composta por oito integrantes de Campo Grande, as reuniões contaram com as diretorias das Regionais de Corumbá, Dourados, Coxim, Ponta Porã, Fátima do Sul, Paranaíba, Nova Andradina, Três Lagoas e Jardim, além de outros policiais militares convidados.

Confira os tópicos da Carta de Compromissos assinada pelos candidatos:

01 -Representatividade ativa e autônoma junto às comissões para qualquer deliberações no que abordada assuntos da Polícia Militar, Bombeiro Militar e Pensionista;
02 – Retorno dos quinquênios;
03 – Promoções em dia e automática;
04 – Reposição inflacionária obrigatória;
05 – Compromisso de repor as perdas salariais dos últimos 7 anos;
06 – Estudo e ampliação dos quadros das praças;
07 – Valorização do Corpo de Voluntários Militares da Reserva Remunerada (CVMRR);
08 – Retorno do pagamento de adicional de função para Motoristas de Viatura;
09 – Valorização do percentual do Comandante de Equipe de Serviço;
10 – Aumento de vagas para Comandante de Equipe;
11 – Reajuste e ampliação do auxílio alimentação;
12 – Revisão dos interstícios nas graduações;
13 – Reformulação do RDPM;
14 – Gratificação para Área de Fronteira;
15 – Regulamentação de Carga Horária;
16 – Implantação da Promoção Requerida (conforme projeto já em andamento);
17 – Criação de auxílio fardamento anual para a Polícia Militar e Bombeiro da PMMS;
18 – Criação de banco de horas e posterior pagamento de horas extras devidas;
19 – Retorno da licença especial a cada quinquênio;
20 – Implantação do Auxílio Qualificação;
21 – Programa Habitacional aos Policiais e Bombeiros Militares do Estado;
22 – Possibilitar autonomia financeira e que o Comandante-Geral tenha status de Secretário de Estado;
23 – Revogar a atribuição da Polícia Militar de guarda externa de estabelecimentos penais, escolta, transporte e custódia de presos; e
24 – Corrigir os subsídios dos policiais militares, bombeiros militares e pensionistas, que ficaram prejudicados com a mudança da tabela quinquenal para decênio do subsídio; e
25. Oportunizar ao Comando da Polícia Militar ou do Bombeiro Militar para ocupar a função de Secretário da SEJUSP.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.