Destaque, Notícias | 12.janeiro.2018

Sejusp responde a notificação e garante reparos em pelotão

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp), em resposta a notificação que o governo recebeu na manhã de hoje (11), declarou que as obras do 4º Pelotão de Polícia Militar, em Camapuã, já foram licitadas e a ordem de início está autorizada. De acordo com a contrapartida da Sejusp, a previsão é que até o fim da próxima semana a empresa inicie os reparos necessários na infraestrutura da unidade.

A Associação e Centro Social de Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul (ACS) notificou os órgãos competentes e pediram a interdição do pelotão. A entidade entende que o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), seja notificado a sanar o problema em até 24 horas sob pena de multa diária de R$ 50 mil. A unidade está sem telhado há quase um ano e os policiais são obrigados a improvisarem lonas pretas para se protegerem das chuvas.

Apesar do anúncio de mais de R$ 90 milhões investidos nos últimos três anos na segurança em Mato Grosso do Sul, as corporações ainda lidam com o descaso por parte do governo do Estado. De acordo com o presidente da entidade, Edmar Soares da Silva, o ex-secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, tomou ciência do fato pessoalmente e prometeu solucionar o problema no ano passado.

Uma equipe do setor de projetos da Sejusp chegou a vistoriar a unidade, porém, nada foi feito até o momento. “É uma vergonha a Polícia Militar ser exposta a tais condições de trabalho”, criticou Edmar, em ofícios encaminhados à Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Ministério Público Estadual, solicitando a interdição do pelotão.

“Se passaram mais de 300 dias e absolutamente nada foi feito para resolver a questão. Nesta temporada de chuvas, os policiais sobem todos os dias no telhado para improvisar as lonas. Isso quando conseguem essas lonas”, finalizou.

Correio do Estado


Curta Nossa Página no Facebook