Notícias | 25.outubro.2017

Presidente da ACS discute assassinato de policiais na Câmara dos Deputados

imgNoticiaUpload1506960425762

O assassinato de policiais no Brasil é o tema da comissão geral que será realizada na próxima quinta-feira (26), a partir das 11h30, no Plenário da Câmara dos Deputados. O debate foi sugerido pelos deputados do DEM Efraim Filho (PB), Alberto Fraga (DF) e Sóstenes Cavalcante (RJ).

O presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), Edmar Soares da Silva, participará do debate como diretor de Direitos Humanos da Anermb (Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares do Brasil).

De janeiro de 2016 a julho de 2017, segundo os parlamentares, foram assassinados em todo o País cerca de 800 policiais. Só na cidade do Rio de Janeiro desde o início do ano, foram mortos mais de cem policiais.

“A onda de assassinatos de policiais militares por bandidos no Rio de Janeiro, longe de ser um fato isolado, é uma realidade presente, em maior ou menor grau, em todo o país”, afirmam os deputados no requerimento em que pedem a realização da comissão geral.

Mortos de folga
De acordo com o 10ª Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2015 foram mortos 358 policiais civis e militares em todo o País. Destes, apenas 91 estavam trabalhando.

“Em Caracas, na Venezuela, considerada a cidade mais violenta do mundo, com 130,5 mortos para cada 100 mil habitantes, 76 policiais foram assassinados em 2016”, comparam os parlamentares no requerimento.

Participação popular
Os interessados podem participar do debate enviando perguntas e comentários por meio do Disque-Câmara (0800 619 619) ou do Fale Conosco.

Com Agência Câmara de Notícias


Curta Nossa Página no Facebook