Notícias | 12.maio.2016

Por ampla maioria, assembleia aceita contraproposta de reajuste

Assembleia foi realizada na sede da Fetems. (Foto: Jeozadaque Garcia)

Assembleia foi realizada na sede da Fetems. (Foto: Jeozadaque Garcia)

Por ampla maioria dos votos, a assembleia geral dos policiais militares e bombeiros, realizada esta manhã (12), decidiu aceitar a última contraproposta de reajuste apresentada pelo Governo do Estado. Com o aumento, o soldado em início de carreira passa a ganhar R$ 3.556,79, um aumento de 13,1%, valor que corresponde a 16,2% de um coronel -até 2018, esse percentual será de 20%, fixado em lei, com os salários acrescidos da correção anual inflacionária.

O abono de R$ 200 será depositado já a partir de maio, enquanto o restante passa a vigorar em julho. A mudança em relação a última proposta feita pelo Executivo foi o aumento de 0,5%, anualmente até 2018, para os sargentos e subtenentes na verticalização.

Também ficou acordada a abertura imediata de 300 vagas no CFS (Curso de Formação de Sargentos), e outras 30 no CHO – a ACS solicitava, desde o início do ano, 100 vagas.

O Governo também dará autorização para um calendário de cursos que, segundo o Comando Geral, traz a previsão de dois cursos anuais de CFS e CFC (Curso de Formação de Cabos), com quantidade de vagas a serem definidas.

Há, também, a garantia da não redução dos salários para o próximo ano, bem como a manutenção do vale alimentação de R$ 100, independente do abono.

Confira abaixo as tabelas para os praças:



Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

 


Curta Nossa Página no Facebook