Artigos, Notícias | 20.novembro.2015

Polícia Militar: educa, cuida e protege

Edmar Soares da Silva*

Muito além de suas obrigações constitucionais de proteger a sociedade, colocando até mesmo a vida de seus homens e mulheres em risco, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul atua, também, de maneira direta para a melhoria da qualidade de vida da nossa população. Através de seus inúmeros projetos sociais desenvolvidos nos batalhões, na Capital e no interior, a corporação tem papel importante que reflete em necessidades básicas dos cidadãos, como saúde e educação.

Inúmeras são as ações voltadas para a inserção de crianças e adolescentes na sociedade. Exemplo clássico é o Proerd (Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), que tem como foco o enfrentamento ao uso de drogas ilícitas e afins. Através de palestras e ação social, orienta jovens, adultos e crianças, buscando retirá-los da linha de risco a que podem estar expostos.

O programa consiste num esforço cooperativo entre a Polícia Militar, escola e família, visando, através de atividades educacionais em sala de aula, prevenir o uso/abuso de drogas e a prática de atos de violência entre estudantes do Ensino Fundamental (5° e 7° anos) no estado de Mato Grosso do Sul.

Seus objetivos basicamente consistem em aproximar a Polícia Militar da comunidade, orientar pais e filhos de como devem se proceder para se manterem longe das drogas e da violência, além de construir uma sociedade mais segura. Desde sua implantação, o Proerd já atendeu aproximadamente 110 mil alunos em Mato Grosso do Sul.

Outro método implantado que educa e reduz os riscos de envolvimento com o crime e a violência é o esporte, que funciona como mola propulsora na retirada do jovem da linha de risco, trazendo-o para o interior das unidades militares, onde recebe noções de cidadania, de respeito, disciplina, para que possa conviver em harmonia com os demais membros da sociedade em que vive.

Através do projeto “Bom de Bola, Bom na Escola”, a Polícia Militar utiliza-se de um dos mecanismos da Polícia Comunitária, buscando oferecer aos jovens com idade entre 12 e 17 anos a possibilidade de realizar escolhas saudáveis, afastando os adolescentes das drogas e da violência, promovendo a paz e praticando a cidadania.

Há, também, o projeto Cematran, realizado pela Policia Rodoviária Estadual, que trata de temas ligados ao trânsito, cidadania, meio ambiente e cultura, direcionado a jovens entre 7 e 14 anos, tirando-os das ruas e formando multiplicadores destas lições.

Ao atuar na prevenção através de ações educativas, nossos policiais contribuem efetivamente na diminuição de gastos com saúde pública. A verdade ensina e liberta, e, sendo assim, jovens que recebem uma boa formação na fase inicial de suas vidas possuem tendência a se afastarem de fatores de exposição à violência, como álcool, drogas e outros.

A função fundamental da Polícia Militar é prestar o serviço de segurança pública, através do policiamento ostensivo e preventivo. Somente com sua presença, muitos crimes são evitados, apesar de ser impossível colocá-los em dados estatísticos. Porém, é fato: quanto mais policiais nas ruas, maiores são as chances de impedir a ação de marginais contra cidadãos de bem.

Se nossos governantes promovessem condições favoráveis para que a Polícia Militar estivesse presente de maneira permanente nas ruas, nosso Estado jamais figuraria entre os que mais registraram aumento na criminalidade nos últimos anos. No entanto, devemos fazer Justiça: nossos policiais são verdadeiros heróis no combate ao crime. Recordes de apreensões de drogas são batidos, veículos são recuperados e, com frequência, marginais são retirados de circulação.

Ser policial militar já não é mais profissão, e sim um sacerdócio. Faz seu serviço por amor ao semelhante, sofre junto com as vítimas e se alegra quando tudo dá certo no final, com a vitória do bem sobre o mal.

*Presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul e diretor-jurídico da Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares


Curta Nossa Página no Facebook