Notícias | 28.maio.2018

ACS luta pela redução do interstício de 3º para 2º SGT

Proposta foi protocolada esta manhã no Comando Geral. (Foto: Jeozadaque Garcia/Arquivo)

Proposta foi protocolada esta manhã no Comando Geral. (Foto: Jeozadaque Garcia/Arquivo)

A ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul) voltou a propor, em ofício protocolado nesta segunda-feira (28), a redução do instertício para ascensão à graduação de 2º SGT. A ideia da entidade é que o tempo seja reduzido em 50%, dos atuais quatro anos, para dois.

A proposta foi oficializada hoje pelo presidente da entidade, Cabo Couto. No documento, a ACS explica há mais de 80% das vagas em claro nesta graduação, e que a mudança irá beneficiar 416 policiais militares das turmas de 1987, 1988, 1989, 1992, 1997, 1998, 2004, 2006 e 2008.

“É de bom alvitre observar que as turmas de inclusão na PMMS de 1988, 1989 e 1990 estarão aguardando um parecer favorável, uma vez que terão uma chance de saíram promovidos a 2º SGT QPPM com a diminuição do interstício e na sequência irão para a reserva remunerada”, diz trecho do documento de 44 páginas endereçado ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS


Curta Nossa Página no Facebook