Loading...

Reforma da Previdência: ‘Não abriremos mão de nossos direitos’, diz cabo Couto

Reforma da Previdência: ‘Não abriremos mão de nossos direitos’, diz cabo Couto

O presidente da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul), cabo Mario Sergio Couto, esteve em Brasília (DF), no início desta semana, para tratar da Reforma da Previdência, em trâmite na Câmara dos Deputados.

“O texto está indefinido, não esclarece, por exemplo, a questão dos 35 anos. Não sabemos se é efetivo serviço ou de contribuição. Nas pensionistas, não sabemos se vai ter um pedágio ou se vai receber integralmente. Estamos acompanhando, através da Anermb [Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais], com 14 estados presentes. Acreditamos que haverá mudanças ou não irá aprovar da maneira como está. A ACS está junto nesse debate. Somos unânimes e não abriremos mão de todos os direitos conquistados”, afirmou.

No auditório Freitas Nobre, na Capital Federal, a Anermb reuniu 14 estados para discutir e Reforma e articular mobilizações para impedir que direitos adquiridos sejam retirados dos servidores militares.

“Aqui na Câmara, temos feito um trabalho em defesa dos senhores e senhoras. A Reforma que está sendo colocada não traz benefícios para policiais militares, bombeiros e pensionistas”, afirmou o presidente da Anermb, Leonel Lucas.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

2 Replies to “Reforma da Previdência: ‘Não abriremos mão de nossos direitos’, diz cabo Couto”

  1. Manoel Amauri da Silva

    Reply

    Estamos juntos presidente Couto não podemos abrir mãos dos nossos direitos previdenciários,e reajuste salarial zero jamais!

  2. Manoel Amauri da Silva

    Reply

    Todos Militares estaduais deverão telefonar para os deputados e senadores e cobrarem a sua represatividade,pois, nós os elegemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *